Atualidade

Cantanhede eliminou 607 ninhos de vespa asiática em 2023

Um total de 607 ninhos de vespa asiática foi eliminado pelo município de Cantanhede em 2023, que capturou mais de 3.100 vespas fundadoras, número que quase duplicou, anunciou hoje aquela autarquia do distrito de Coimbra.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, o município de Cantanhede justificou o aumento do número de ninhos de vespa velutina destruídos – mais 110 do que em 2022 – com a intensificação das ações de deteção e eliminação no âmbito da estratégia municipal de minimizar o impacto daquela espécie invasora.

Com um programa de controlo que leva já nove anos de existência, desde que o primeiro ninho de vespa asiática foi detetado, em 2015, na freguesia de Murtede, o número de ninhos intervencionado “tem prosseguido uma tendência exponencial de crescimento, apesar do ligeiro decréscimo em 2022”, sustentou a Câmara.

Face ao crescimento acelerado, o serviço municipal de Proteção Civil de Cantanhede tem colocado armadilhas em diversos locais do concelho, entre o final do inverno e início de primavera, a fim de capturar o máximo possível de vespas fundadoras de ninhos.

Em 2023, o número de armadilhas cresceu 25% face ao ano anterior, o que, segundo a autarquia de Cantanhede, possibilitou a captura de mais de 3.100 vespas velutinas, “que se traduz num aumento de 88% relativamente ao período homólogo de 2022”.

O município notou, no entanto, que apesar do aumento das capturas, “o número de ninhos intervencionados continua a crescer, possivelmente devido não só à biologia da espécie, mas também ao facto de a população estar mais consciencializada e em alerta para esta praga, o que leva a um maior reporte de ninhos”.

Por outro lado, assistiu-se a uma redução de ninhos intervencionados na freguesia de Cantanhede e Pocariça, precisamente aquela onde existiam mais ninhos registados em 2022 e onde mais armadilhas para a captura das vespas fundadoras foram colocadas no início de 2023.

A Câmara Municipal de Cantanhede declarou que tenciona “dar continuidade ao trabalho que tem vindo a desenvolver”, tendo já iniciado este ano nova colocação de armadilhas “em número superior ao do ano transato”.

Outra intenção do município é a de encurtar o tempo de resposta e intensificar as operações de eliminação dos ninhos, “para limitar os efeitos negativos que as vespas originam na fase de predação dos apiários e na biodiversidade”.

A sinalização dos ninhos de vespa asiática em Cantanhede deve ser comunicada à Proteção Civil municipal pelo número 231 423 818 (entre as 09:00 e as 17:00 de segunda a sexta-feira) ou através do endereço de correio eletrónico .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
Fechar

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.