Meteorologia Adversa

Mau tempo provoca 13 ocorrências nas ilhas de São Miguel e Santa Maria – Proteção Civil

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) registou até às 07:18 locais de hoje (08:18 em Lisboa) 13 ocorrências nas ilhas de São Miguel e de Santa Maria devido à passagem da depressão Olivia.

Segundo o SRPCBA, na sequência das condições meteorológicas adversas que estão a afetar o arquipélago, foram registadas de madrugada nove ocorrências em São Miguel (nos concelhos de Ponta Delgada, Lagoa e Ribeira Grande) e quatro em Santa Maria (que tem um único concelho, Vila do Porto).

“As situações reportadas correspondem, sobretudo, a quedas de árvore, obstruções de via, inundações em habitações, uma queda de estrutura e um transbordo de ribeira”, acrescentou.

Nos locais, para apoio e resolução das ocorrências, têm estado elementos dos bombeiros, da Direção Regional das Obras Públicas, dos Serviços Municipais de Proteção Civil e da Polícia de Segurança Pública (PSP).

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu na quinta-feira avisos amarelos até hoje para as nove ilhas dos Açores, devido às previsões de precipitação por vezes forte, vento e agitação marítima.

Segundo o IPMA, para as ilhas do grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), o aviso amarelo por “precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada”, é válido até às 11:00 locais de hoje (12:00 em Lisboa).

As duas ilhas vão ainda estar sob o mesmo nível devido ao vento (direção de sudoeste, rodando para oeste) até às 14:00 locais (15:00 em Lisboa) e por agitação marítima (ondas de oeste) até às 17:00 (18:00 em Lisboa).

O aviso amarelo do IPMA também vigora para as ilhas do grupo Central dos Açores (Faial, Pico, São Jorge, Terceira e Graciosa) até às 11:00 (12:00 em Lisboa), devido à previsão de chuva por vezes forte, que pode ser acompanhada de trovoada.

O aviso amarelo, o menos grave de uma escala de três, é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Na quinta-feira, a Autoridade Marítima Nacional e Marinha Portuguesa alertaram para “um agravamento das condições meteorológicas e de agitação marítima nos Açores”, até às 23:00 de sexta-feira (00:00 de sábado em Lisboa).

“A agitação marítima será caracterizada por ondulação proveniente de oés-noroeste, com uma altura significativa que poderá atingir os seis metros e uma altura máxima de 11 metros, com período médio entre os 10 e os 11 segundos. O vento poderá registar uma intensidade média até a 75 quilómetros/hora e rajadas até a 135 quilómetros/hora, provenientes do quadrante noroeste”, segundo o comunicado.

As duas entidades recomendam a toda a comunidade marítima e à população em geral “um estado de vigilância permanente no mar e nas zonas costeiras”, e alertam que os cuidados devem ser redobrados, “tanto na preparação de uma ida para o mar, como quando estão no mar ou em zonas costeiras”.

Na quarta-feira o IPMA tinha elevado para laranja o aviso emitido no dia anterior para o grupo Central por causa do vento, devido à passagem da depressão Olivia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
Fechar

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.